Notícias

GERAL

Matéria Publicada em: 12/07/2017

TRIGO: CHICAGO FECHA EM FORTE ALTA COM CLIMA DESFAVORÁVEL NOS EUA



O mercado foi impulsionado pelas preocupações com o tempo quente e seco em regiões produtoras dos Estados Unidos, o que pode afetar o desenvolvimento das lavouras. As informações são da Agência Reuters.

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o trigo registrou preços acentuadamente mais altos. O mercado foi impulsionado pelas preocupações com o tempo quente e seco em regiões produtoras dos Estados Unidos, o que pode afetar o desenvolvimento das lavouras. As informações são da Agência Reuters.

Os investidores também estão em compasso de espera para o relatório de julho do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, que será divulgado na quarta-feira (12). Segundo analistas consultados por agências internacionais, a produção de trigo dos Estados Unidos em 2017/18 é projetada em 1,746 bilhão de bushels, abaixo dos 1,824 bilhão de toneladas estimados em junho e bem abaixo dos 2,31 bilhões de bushels indicados para a 2016/17.

Conforme os analistas, os estoques finais dos Estados Unidos em 2016/17 devem ser indicados em 1,176 bilhão de bushels - alta ante os 1,161 bilhão estimados no mês passado. Ao final da safra 2017/18, os analistas esperam as reservas norte-americanas em 879 milhões de bushels. Em junho, o USDA estimou 924 milhões de bushels.

Os estoques globais ao final de 2016/17 são estimados em 255,2 milhões de toneladas, abaixo das 256,4 milhões de toneladas estimadas em junho. Para 2017/18, os estoques finais são estimados em 256,6 milhões de toneladas, na média dos analistas. A estimativa de junho foi para 261,2 milhões de toneladas.

As inspeções de exportação norte-americana de trigo chegaram a 533.872 toneladas na semana encerrada no dia 6 de julho, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Na semana anterior, as inspeções de exportação de trigo haviam atingido 518.499 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado fora de 379.726 toneladas. No acumulado do ano-safra, iniciado em 1o de junho, as inspeções somam 3.340.523 toneladas, contra 2.657.584 toneladas no acumulado do ano-safra anterior.

Os contratos com entrega em setembro eram cotados a US$ 5,50 1/2 por bushel, com ganho de 15,50 centavos de dólar, ou +2,89%, em relação ao fechamento anterior. Os contratos com entrega em dezembro eram negociados a US$ 5,74 1/2, alta de 16,75 centavos de dólar, ou +3,00%.
 

Fonte: Lavras Corretora

Previsão do tempo

Entre-Ijuís
Domingo 15/07/2018