Notícias

MILHO

Matéria Publicada em: 03/10/2017

CHICAGO FECHA EM BAIXA COM DÓLAR FORTE E QUEDA DO PETRÓLEO



O mercado acentuou as perdas em meio à alta do dólar frente a outras moedas correntes e à queda forte os preços do petróleo, diante do indicativo de oferta.

A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho registrou preços mais baixos. O mercado acentuou as perdas em meio à alta do dólar frente a outras moedas correntes e à queda forte os preços do petróleo, diante do indicativo de oferta. O mercado também avaliou o desempenho das inspeções de exportação
norte-americana de milho, que chegaram a 782.346 toneladas na semana encerrada no dia 28 de setembro, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Houve queda na comparação com o ano passado.

Na semana anterior, haviam atingido 779.971 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado foi de 1.485.276 toneladas. No acumulado do
ano-safra, iniciado em 1o de setembro, as inspeções somam 2.928.252 toneladas, contra 5.774.192 toneladas no acumulado do ano-safra anterior. Os contratos de milho com entrega em dezembro eram cotados a US$ 3,51 1/2, baixa de 3,75 centavos de dólar, ou -1,05%, em relação ao fechamento anterior. A posição março de 2018 era cotada a US$ 3,64 1/4 por bushel, recuo de 3,50 centavos, ou -0,95%.

 

Previsão do tempo

Entre-Ijuís
Quarta 13/12/2017

34º
Predomínio de Sol
19º 33º Eugênio de Castro
23º 35º Santo Ângelo
20º 34º Caibaté
20º 34º Vitória das Missões