Notícias

GERAL

Matéria Publicada em: 09/10/2017

CRESCEM EXPORTAÇÕES DE SC



Em setembro, as exportações catarinenses alcançaram US$ 719,8 milhões, aumento de 11,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, foi o 14º crescimento consecutivo nas comparações interanuais, cenário que começou a se desenhar em agosto de 2016.

Em setembro, as exportações catarinenses alcançaram US$ 719,8 milhões, aumento de 11,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. Foi o 14º crescimento consecutivo nas comparações interanuais, cenário que começou a se desenhar em agosto de 2016, quando os embarques reverteram a tendência de queda que vinham apresentando. Em relação a agosto deste ano, no entanto, houve queda de 9,6%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

No acumulado do ano, os embarques catarinenses somam US$ 6,431 bilhões, avanço de 14% frente ao mesmo período de 2016, o maior valor desde 2014. Este desempenho coloca o Estado, no ano, em oitavo no ranking das exportações, responsável por 3,9% das vendas externas brasileiras. Estas, por sua vez, cresceram 18,1% nos noves meses, alcançando US$ 164,6 bilhões, valor que deu origem a um superávit de US$ 53,3 bilhões, o maior para o período de janeiro a setembro na série histórica (desde 1989).

Principal produto da pauta exportadora estadual, a carne de aves teve queda de 1% no valor vendido em setembro ante o mesmo mês em 2016. A carne suína sofreu recuo de 12%. No ano, contudo, os três itens registram alta em comparação a 2016. Do total das vendas de SC ao exterior, 59% do valor corresponde a produtos industrializados e 41% a produtos básicos.  Os principais destinos são, nesta ordem, Estados Unidos, China e Argentina.

SC é vice-líder em importações

As importações também cresceram em setembro e ultrapassaram US$ 1 bilhão, alta de 21,49% ante setembro de 2016, dando continuidade à ampliação observada desde 2015. Com isso, o Estado foi o segundo maior importador do país no mês, atrás somente de São Paulo. No comparativo com agosto, houve incremento de 2,4%. As importações brasileiras também cresceram – 12,5% – ante setembro de 2016.

Dos principais itens importados, os maiores incrementos foram de cobre (crescimento de 25,1% sobre setembro de 2016), originados principalmente do Chile,  e fios de filamentos sintéticos (com avanço de 58,2%), vindo da China, e polímeros de etileno (ampliação de 15,4%), especialmente argentinos.

Das compras catarinenses, 95,5% compreendem produtos industrializados. Os principais países dos quais SC importa são China, Chile e Argentina.

Fonte: Diário Catarinense

Previsão do tempo

Entre-Ijuís
Sbado 21/10/2017

23º
Nublado e Pancadas de Chuva
17º 22º Eugênio de Castro
19º 24º Santo Ângelo
18º 23º Caibaté
18º 24º Vitória das Missões