Notícias

GADO

Matéria Publicada em: 30/01/2018

IDENTIFICAÇÃO ANIMAL



Ministério da Agricultura aprovou nesta sexta-feira (26/1) a criação de um banco central de dados de identificação animal.

Ministério da Agricultura aprovou nesta sexta-feira (26/1) a criação de um banco central de dados de identificação animal. O objetivo é que, por meio de dispositivos de radiofrequência e códigos definidos por regras internacionais, entidades públicas e privadas possam ter melhor controle do trânsito pecuário no País e nas exportações.

Segundo o governo, o controle desse banco de dados e o fornecimento dos códigos serão feitos pela Plataforma de Gestão Agropecuária, da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA).O secretário da SDA, Luis Rangel, diz, em nota, que a adesão ao banco de dados é opcional. O benefício para o produtor será a possibilidade de ter seus animais identificados conforme as exigências internacionais, em uma plataforma pública, aprovada pelo ministério.

Cada código de identificação de animais será formado pelo número 076 (código ISO Brasil), seguido por uma sequência exclusiva de doze dígitos numéricos. Com isso, quando um bovino, por exemplo, for exportado e estiver no novo sistema, o código será visualizado em elemento externo (brinco) ou pela leitura eletrônica de dispositivo implantado (chip). O dispositivo de radiofrequência pode ser “lido” em qualquer país do mundo, não havendo necessidade de nova identificação em outros sistemas existentes, diz o ministério.

A Plataforma de Gestão Agropecuária foi criada em 2015, como sistema público informatizado de rastreabilidade do rebanho do país, da movimentação dos animais e da produção agrícola, e também de inspeção e fiscalização de produtos de origem animal. A plataforma disponibiliza relatórios e informações sobre o setor agropecuário.

Fonte: Estadão Conteúdo

Previsão do tempo

Entre-Ijuís
Sexta 17/08/2018

24º
Predomínio de Sol
21º Eugênio de Castro
24º Santo Ângelo
24º Caibaté
25º Vitória das Missões