Notícias

SOJA

Matéria Publicada em: 14/03/2018

SAFRA DA ARGENTINA DETERMINA GANHOS RAZOÁVEIS EM CHICAGO



O mercado voltou a encontrar suporte na perspectiva de quebra da safra argentina. 

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam com preços mais altos. O mercado voltou a encontrar suporte na perspectiva de quebra da safra argentina. 

Choveu no cinturão produtor daquele país e deve chover ainda mais nesta semana. Mas na avaliação do mercado, o retorno da umidade não será suficiente para amenizar os estragos do longo período de estiagem. Inicialmente, se apostava em uma safra de 57 milhões de toneladas na Argentina. Recentes projeções já trabalham com produção de 42 milhões.  

Alguns fatores limitaram a elevação de hoje. Entre eles, destaque para os temores sobre uma possível retaliação comercial chinesa às tarifas impostas pelo governo americano ao aço. Especula-se que uma das primeiras atitudes do  governo chinês seja justamente sobretaxar as importações de soja americana. 

Os contratos com vencimento em maio fecharam em alta de 7,75 centavos de  dólar, ou 0,74%, cotados a US$ 10,48 3/4 por bushel. A posição julho subiu 
8,50 centavos de dólar, ou 0,8%, US$ 10,59 1/2 por bushel.

Nos subprodutos, a posição maio do farelo encerrou com ganho de US$ 5,10  (1,37%), sendo negociada a US$ 375,50 por tonelada. No óleo, os contratos com 
vencimento em maio eram cotados a 32,22 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,47 centavo de dólar ou 1,48%.

Fonte: Lavras Corretora                                                                        
 

Previsão do tempo

Entre-Ijuís
Sexta 14/12/2018

36º
Poss. de Panc. de Chuva a Tarde
25º 34º Eugênio de Castro
27º 35º Santo Ângelo
26º 35º Caibaté
25º 35º Vitória das Missões