Notícias

SOJA

Matéria Publicada em: 21/09/2020

SOJA RECUA EM CHICAGO NESTA 2ª COM REALIZAÇÃO DE LUCROS APÓS RALLY FORTE DOS ÚLTIMOS DIAS



Nesta segunda-feira (21), o mercado da soja dá início aos trabalhos da semana registrando uma ligeira realização de lucros depois das altas de mais de 4% na semana anterior.

Nesta segunda-feira (21), o mercado da soja dá início aos trabalhos da semana registrando uma ligeira realização de lucros depois das altas de mais de 4% na semana anterior. O fator clima para EUA e Brasil deverá exercer bastante influência sobre o andamentos dos preços nestes próximos dias com a colheita nos EUA e o plantio no Brasil. Ao mesmo tempo, olho vivo na demanda e no comportamento dos fundos de investimento. 

Por volta de 7h30 (horário de Brasília), as cotações perdiam entre 0,75 e 4,75 pontos nos contratos mais negociados, com o janeiro sendo cotado a US$ 10,42 e o maio, US$ 10,28 por bushel. "Todas as atenções voltadas ao início da colheita nos EUA - com o USDA divulgando seu novo boletim semanal de acompanhamento de safras no final do dia - e plantio no Brasil, com rumores de chuvas benéficas em algumas áreas produtoras. Fora isso, traders atentos ao relatório semanal de embarques americanos, que o USDA divulga durante o pregão", explica Steve Cachia, consultor de mercado da Cerealpar e TradeHelp. 

Ainda segundo Cachia, apesar deste ser um período de alguma pressão sazonal por conta do plantio no Brasil e da colheita nos EUA, "o cenário continua de preços firmes diante de uma conjugação de fatores de oferta e demanda que justificam este cenário". E entre fatores que ainda dão importante suporte as cotações estão as incertezas climáticas - com o La Niña no Brasil - e a forte demanda chinesa no mercado norte-americano. 

Fonte: Notícias Agrícolas

Previsão do tempo

Entre-Ijuís
Quinta 29/10/2020

32º
Parcialmente Nublado
30º Eugênio de Castro
15º 31º Santo Ângelo
13º 31º Caibaté
12º 32º Vitória das Missões