Notícias

SOJA

Matéria Publicada em: 27/12/2021

CLIMA ADVERSO NA AMÉRICA DO SUL PUXA MERCADO DO GRÃO E DO FARELO EM CHICAGO NESTA 2ª FEIRA



Os futuros da oleaginosa, por volta de 8h10 (horário de Brasília), subiam de 10,50 a 11,75 pontos, com o janeiro sendo cotado a US$ 13,42 e o maio - referência para a safra brasileira - a US$ 13,59 por bushel. 

O mercado da soja começa mais uma semana com boas altas na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa, por volta de 8h10 (horário de Brasília), subiam de 10,50 a 11,75 pontos, com o janeiro sendo cotado a US$ 13,42 e o maio - referência para a safra brasileira - a US$ 13,59 por bushel. 

O clima ruim na América do Sul segue como um dos principais pontos de atenção do mercado internacional. Segue a preocupação com o excesso de chuvas no Nordeste do Brasil - são 47 municípios na Bahia em situação de emergência - e mais a seca severa que castiga as lavouras no sul do país. 

Há muitas áreas no Rio Grande do Sul onde lavouras de milho estão se perdendo e a soja ainda não foi plantada. "Mas não é só no Rio Grande do Sul que a falta de chuva está sendo sentida. As previsões de ausência de chuvas para o Paraná, Mato Grosso do Sul e Paraguai estão de confirmando. E no Mato Grosso, ao longo da BR 163, continua o quadro de muita chuva", explica o time de analistas da Agrinvest Commodities. 

Assim, com a preocupação diante do clima adverso se acentuando, o farelo de soja sobe quase 1% na manhã desta segunda-feira (27) na CBOT e vai puxando o grão, bem como os demais mercados vizinhos. Milho e trigo também sobem. Ainda em campo positivo, o óleo de soja, com ganhos de quase 0,7%. 

Fonte: Notícias Agrícolas

Previsão do tempo

Entre-Ijuís
Quarta 26/01/2022

38º
Chuvas Isoladas
26º 37º Eugênio de Castro
27º 39º Santo Ângelo
26º 39º Caibaté
27º 39º Vitória das Missões